Escopo de projeto: entenda a importância para a obra

A definição de escopo de um projeto é um passo fundamental para a realização da obra. É nele que nascem todas as delimitações e os encaminhamentos que serão pensados e executados posteriormente.

Abaixo, você vai entender mais sobre a importância do escopo e as preocupações que o gestor deve ter para elaborar um bom escopo que dê origem a um projeto eficiente. 

Siga a leitura.

O que é, exatamente, o escopo de projeto?

Antes de tudo, vamos entender melhor o conceito de escopo de projeto.

A definição do escopo de um projeto é o processo que determina as atividades que devem ser feitas para que um trabalho seja entregue. Ou seja, é o mapeamento que descreve o início, o meio e o fim de um projeto. 

O papel do escopo de projeto é definir como será o planejamento e a execução dessas operações, organizando o passo a passo do que será desenvolvido.

Por ser o principal guia de um projeto, o escopo deve ter apenas as informações necessárias. A regra também vale para o outro lado: nenhuma atividade fora do escopo deve ser realizada. 

É por isso que é tão importante organizar e delimitar todos os detalhes do processo antes mesmo de dar início ao projeto em si. 

Qual é a melhor metodologia para fazer o escopo de um projeto?

Como cada projeto tem um objetivo diferente, existem diversas metodologias de gestão de projetos disponíveis.

Não importa qual seja a escolhida, é necessário ter em mente alguns atributos para serem postos em prática. Eles ajudam a tornar o escopo em um projeto acabado e este em uma obra realizada. Vamos a eles.

1) Conheça o seu projeto

Antes de pensar em uma metodologia, o passo mais fundamental é conhecer, de fato, o seu projeto. O que você quer que seja feito? Quais são as etapas até chegar no objetivo final? Quanto tempo cada atividade e cada etapa devem levar? Quais são os recursos necessários?

A resposta a essas pergunta ajudam a modelar o escopo e criar um projeto mais enxuto e preciso. Quanto mais detalhado o escopo do seu projeto for, melhor. Assim, será possível visualizar o trabalho e definir as subdivisões das atividades menores.

2) Seja um grande gestor

É muito difícil fazer o escopo de um projeto sozinho. Na verdade, o recomendável mesmo é fazê-lo em grupo. Afinal, quanto mais cabeças pensando e planejando, mais chances tem o projeto de ser um sucesso.

 
Não tenha medo de estimular a criatividade e produtividade dos seus colegas. Um ambiente de trabalho confortável ajuda a realização do trabalho a ser feito. Todos têm habilidades diferentes, por isso, é papel do gestor definir as atividades que cada um deverá realizar. 

Isso com certeza vai agregar ao seu time e vai ajudar a subdividir as tarefas do escopo

3) Explore as tecnologias 

Essa dica é infalível: use e abuse de todas as tecnologias de gestão de projetos. Softwares de gestão de projetos ajudam a visualizar o trabalho como um todo. Você terá informações como: qual profissional está sobrecarregado, qual tarefa precisa ser subdividida em tarefas menores, quanto tempo tal atividade está tomando? 

Os programas guardam absolutamente todos os arquivos na nuvem, oferecendo mais segurança. E isso é um ponto importante. O software vai te dar respostas para as perguntas que você talvez nem soubesse que tinha. 

Conclusão

Quando o assunto é escopo de projeto e as técnicas de subdivisões, a Guarnieri Engenharia está sempre por dentro das novidades.

Como você viu neste artigo, as técnicas de subdivisões do escopo de um projeto são inúmeras. Com essas orientações, todo projeto pode tomar forma e virar realidade. E as tecnologias e os métodos que usamos podem fazer a diferença.

Siga nossas redes sociais para saber mais sobre o mundo da gestão de projetos na construção civil.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *